Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas

As origens do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades remotam ao ínicio do século XX (1924). O Dia de Camões começou a ser festejado a nível nacional com o Estado Novo (um regime instituído em Portugal por António de Oliveira Salazar, em 1933).

Porquê Dia de Portugal e de Camões?
Segundo Conceição Meireles (investigadora especialista em História Contemporânea de Portugal) Camões representava o génio da pátria, representava Portugal na sua dimensão mais esplendorosa e mais genial. O feriado em honra de Camões (um dos simbolos da Nação) passou a ser a 10 de Junho uma vez que esta data foi apontada como sendo a da morte do poeta que escreveu "Os Lusíadas".

Porquê Dia das Comunidades?
Até ao 25 de Abril de 1974, o 10 de Junho era conhecido como o Dia de Camões, de Portugal e da Raça. Oliveira Salazar, na inauguração do Estádio Nacional em 1944, tinha denominado também o dia 10 de Junho como o Dia da Raça em memória das vítimas da guerra colonial. A partir de 1963, o feriado do 10 de Junho assumiu-se como uma homenagem às Forças Armadas e numa exaltação da guerra e do poder colonial. A segunda republica não se revê neste feriado, pelo que, em 1978, o converte em Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas.

Em 2006, a cidade do Porto será a anfitriã das Comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas. O Presidente da República nomeou como Presidente da Comissão Organizadora das Comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas o Dr. João Pedro Bénard da Costa.

Queres saber mais sobre o 10 de Junho - Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades? Clica nos seguintes links:

 

E tu? Também queres partilhar connosco coisas sobre o 10 de Junho?

SIM      NÃO

Envia-nos um desenho ou texto sobre o 10 de Junho que nós trataremos de o publicar aqui.

Página Principal

Portugal

Bandeira de Portugal